Estados Unidos vai suspender a proibição de viagens para viajantes internacionais vacinados contra covid 19 a partir do início de novembro

Os Estados Unidos anunciou um novo sistema de viagens aéreas internacionais hoje dia 20 de Setembro 2021, abrindo viagens para todos os estrangeiros vacinados no início de novembro, incluindo aqueles atualmente afetados pela proibição de viagens nos EUA .

“Este requisito de vacinação implanta a melhor ferramenta que temos em nosso arsenal para manter as pessoas seguras e prevenir a propagação do vírus”, disse o coordenador de resposta do COVID-19 da Casa Branca, Jeff Zients.

Os viajantes precisarão  apresentar comprovante de vacinação completa  antes de embarcar em aviões com destino aos Estados Unidos. Além de exigir a vacinação, o governo disse que está tomando outras medidas para mitigar a disseminação do vírus em três outras áreas: teste, rastreamento de contato e mascaramento.

Passageiros totalmente vacinados não estarão sujeitos a nenhuma ordem de quarentena na chegada aos EUA.

Atualmente, o CDC (sigla em inglês pra Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA) considera “totalmente vacinado” contra a Covid-19 quem tomou os imunizantes aprovados:  Pfizer, Moderna e da Janssen (vacina em dose única da Johnson& Johnson). A vacina AstraZeneca Covid-19 ainda não foi aprovada para uso de emergência nos Estados Unidos

Haverá poucas isenções às exigências de vacinação para visitantes estrangeiros, como para crianças ainda não elegíveis para serem vacinadas, de acordo com uma pessoa familiarizada com a estratégia da Casa Branca, mas os detalhes completos da política ainda não foram divulgados.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) planeja emitir uma ordem de rastreamento de contato exigindo que as companhias aéreas coletem informações de viajantes com destino aos Estados Unidos, incluindo um número de telefone e endereço de e-mail, para alertar os viajantes sobre uma possível exposição. As companhias aéreas serão obrigadas a manter as informações de rastreamento de contato por 30 dias.

“Isso permitirá que o CDC e as autoridades estaduais e locais de saúde pública acompanhem os viajantes que chegam e as pessoas ao seu redor, caso alguém tenha sido potencialmente exposto ao Covid-19 e outros patógenos”, disse Zients, acrescentando que este novo requisito será usado de forma mais ampla indo em frente para ajudar a proteger “contra quaisquer ameaças futuras à saúde pública.”

Fontes: CNNUSATODAY

Invista com segurança na região que mais cresce dos Estados Unidos!

Entre em contato comigo será um prazer te ajudar!

      • Gelsey Rhormens
      • Realtor Licensed – Orlando FL
      • MS Land & Building LLC
      • Mobile: (+1) 407-953-6643  (WhatsApp)
      • Link direto para WhatsApp: clique aqui
      • E-mail.: [email protected]
      • Siga-me no Instagram: @gelseyrealtor